Inicia o processo da Consulta Popular 2018/2019

Inicia o processo da Consulta Popular 2018/2019

No dia 18 de abril, foi dado início ao processo da Consulta Popular 2018/2019, com a Assembleia Pública Regional, promovida pelo Conselho Regional de Desenvolvimento do Norte (Credenor), no Auditório do Prédio 8 da URI Erechim.Estiveram presentes, o presidente do Conselho de Administração da Agência de Desenvolvimento do Alto Uruguai, Eduardo Angonesi Predebon e o diretor executivo da Agência, Jalmir Batistelli, além de autoridades e lideranças locais e regionais.
Durante o evento foram definidas a Comissão Regional e também as datas das assembleias microrregionais e/ou municipais. Essa assembleia foi aberta à população, e nela o governo do Estado apresentou a situação financeira e orçamentária do RS e o Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede Norte) apresentou o seu Plano Estratégico de Desenvolvimento, que servirá de base para a discussão das demandas da região.
O passo seguinte do processo da Consulta Popular 2018/2019 será a realização de Assembleias Públicas Municipais e/ou Microrregionais nos 32 municípios da área de abrangência do Corede Norte, quando serão discutidas e escolhidas as prioridades do município, que posteriormente irão compor a cédula de votação da Consulta Popular. Estas Assembleias são abertas a todos os cidadãos do município, podendo votar os maiores de 16 anos.
A terceira etapa são as Assembleias Regionais Ampliadas. Elas serão constituídas pela Assembleia do Corede da região, pela Comissão Regional escolhida na primeira etapa (a Assembleia Pública Regional) e pelos delegados eleitos nas Assembleias Municipais, atribuindo a cada delegado um voto. A partir das prioridades apontadas nas assembleias municipais, a Assembleia Regional Ampliada estabelecerá as demandas que farão parte da cédula de votação da Consulta Popular.
O próximo passo é a votação da Consulta Popular, quando a população poderá escolher quais demandas do Plano Estratégico de Desenvolvimento da sua região irão constar do projeto de Lei Orçamentária Anual do Rio Grande do Sul (LOA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *